Média-Metragem

“Quem tem História, deve mantê-la”, com este lema, o Instituto Frei Manuel
Simón, trabalha para preservar a Memória e o Patrimônio do município de
Castelo/ES. Em especial, o Casarão da Fazenda do Centro, considerado o
marco inicial da Colonização do Município. Um Casarão com 179 anos de
história, onde passaram muitos personagens que vivenciaram diferentes
épocas e fatos marcantes da História do Brasil: O Brasil Império, o auge das
Fazendas Cafeeiras, a mão de obra escravizada, a Abolição, a chegada dos
imigrantes Europeus, a compra da propriedade pelaOrdem Agostiniana e o seu
intenso trabalho de evangelização na região. Todos estes elementos e
personagens, fazem a História do Casarão da Fazenda do Centro tornar-se
ainda mais rica.
Com o intuito de preservar a Memória destas Histórias, as quais muitas são
orais, ainda não documentadas, fez crescer no Instituto, o desejo de
“materializá-las”, ou seja, fazer que estas histórias não se percam da memória
de seu povo, que sejam documentadas de alguma forma – é neste contexto,
que surgiu o Média –Metragem.
O Média-Metragem concretizou-se, pelos recursos dos editais de fomento à
Cultura da Lei Paulo Gustavo do Governo Federal disponibilizados pela
Prefeitura Municipal de Castelo, na qual o Instituto foi contemplado na
categoria Audiovisual.

O Roteiro

O Média-Metragem é baseado na própria História do Casarão da Fazenda do
Centro, nos diversos “Causos” que habitam o lugar, e povoam o imaginário
popular dos moradores da Região e dos visitantes que frequentam o Centro
Cultural Casarão Fazenda do Centro.
A História mostrará personagens reais que viveram no Casarão como: a
Herdeira Sinhá Isabel, seu esposo, o Português Manoel Fernandes Moura, a
Escravizada Felizarda, e o visionário Frei Manuel Simón, que comprou a
fazenda, após a Abolição e deu novos rumos aquelas terras.
É uma verdadeira viagem no tempo! A História terá o recorte temporal, entre os
anos de 1870 a 1921, período singular, na história da fazenda, onde diversos
fatos da História do Brasil influenciaram o destino do lugar e de seus
personagens.
O roteiro irá retratar de forma lúdica todo este contexto. Desta forma, inspirou-
se no Poema “Lendas e Verdades” (que batiza o Média-Metragem), da Poetisa
Castelense Maria José Vettorazzi; e nos poemas “Sinhá”, “Causos da
Escravidão” e “Far L’America”, do Poeta Layo Zanete Bonete, que também está
à frente do roteiro e da direção da produção.

A Produção

Idealizado pelo Instituto Frei Manuel Simón e produzido pela Livesense
Produções Audiovisuais; o Média-Metragem será ambientado, no próprio
Casarão da Fazenda do Centro, onde serão realizadas as gravações, no
decorrer de 2024, trazendo mais realidade à história que ali foi vivenciada a
décadas atrás.

A gravação contará com um elemento a mais: a beleza da natureza do Vale do
Caxixe e ao redor do Casarão, com suas montanhas, rios, cafezais…
testemunhas oculares de todas estas histórias que serão adaptadas.
O elenco e figurantes serão de moradores da própria comunidade, amigos e
voluntários que atuam, no Instituto Frei Manuel Simón, como forma de valorizar
o seu povo e o trabalho da entidade.
Os figurinos são outro destaque. Idealizados por Catarina Destefani
Casagrande; as vestimentas acompanham o período abordado no Média-
Metragem: Fim do Século XIX e início do Século XX. Inspirados, na moda da
época, costumes e em fotografias que compõe o acervo do Instituto, que
nortearam para a confecção das peças.
As peças mostrarão, desde a opulência da elite Cafeeira à vestimenta dos
primeiros imigrantes Italianos que vieram começar a vida nas, terras Sul-
Capixabas.

Um Belíssimo passeio pela História!

Acompanhe os detalhes de nossa produção por aqui.

IFMS e Livesense Produções Audiovisuais

AGUARDEM…