Recordando: Quem fazia a alegria das festas da Fazenda.

 

Desde a época do Major Antônio Vieira Machado da Cunha, o Casarão da Fazenda do Centro manifestava a sua vocação cultural. A primeira banda de música da fazenda de que se tem registro; foi fundada pelo Major, sendo composta por escravizados que possuíam aptidão com instrumentos musicais, e sonhavam assim, de alguma forma, ter sua alforria. Dois escravos se destacavam pelo seu talento na banda;  eram o Cesário e o Ananias. A banda do Major, abrilhantava todas as festas da fazenda, e também outros eventos. Com o passar do tempo, as atividades culturais da fazenda criaram laços subjetivos entre os componentes da comunidade, proporcionando mais inclusão social. Com a  compra da fazenda pelos Agostinianos; as atividades floresceram novamente; sendo fundada por Frei Máximo Tabuenca, uma banda de música com Instrumentos de sopro (Tubas, Cornetas, Flautas, Trompetes) , composta por pessoas da comunidade, o que alegrou por muitos anos; os grandes festejos da fazenda. não se sabe até que período existiu a banda de música da fazenda. No entanto, ficou até hoje, na memória dos moradores, e de todos aqueles que frequentavam  a fazenda; a alegria que a banda transmitia quando passava tocando.
Baseado nessas atividades culturais de nossos antepassados, devemos fomentar a memória e a cultura, em nosso município, tanto pelo poder público, quanto pela sociedade civil organizada.
Cultura é a base da construção e da preservação de nossa sociedade.

(Fotografia: Acervo do IFMS)


Instituto Frei Manuel Simón
Rua Antônio Machado, 35
Edifício Luiz Cola, Loja 02, Centro
Castelo, E.S.
CEP: 29.360.000
(28) 3542-0394 / (28) 9-99981-3552
institutofms@gmail.com
www.ifms.org.com.br

“PRESERVANDO O PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL DE CASTELO”